Visualizações de páginas no último mês

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

1º Travessia PedrAmarela Via Algarviana

No dia 14 de Fevereiro bem cedo o Jorge Caiado e eu arrancamos para o Algarve para tratarmos da logistica para a grande travessia que alguns elementos da PedrAmarela se propuseram a fazer.

Deixo todo o programa da via Algarviana elaborada pelo Joge e as fotos dos locais onde dormimos
.


1ª Tavessia PedrAmarela da Via Algarviana
(8 a 11 de Abril de 2009)
PROGRAMA

Dia 7/Abril: Lisboa - Cabo de São Vicente (Sagres), Viatura própria
Cabo de São Vicente – Alcoutim, Viatura alugada (Possível solução: recolha em Lagos e entrega em Monte gordo, Europcar, 100Eur)
Alojamento na Pousada da Juventude de Alcoutim (tel.: 281 546 004)
(Preço: 17,50 Euros/pessoa com pequeno almoço)



Dia 8/Abril (8h30)























1ª Etapa: Alcoutim-Balurcos-Furnazinhas-Vaqueiros-Cachopo (73,7 Km)
Alojamento na aldeia de Casas Baixas
(Preço: 12,50 Euros/pessoa com pequeno almoço)
Contacto local: D. Otília (tel. 961478155/289 844102/919363491)
Jantar: Restaurante “A Charrua” (tm 918 465 789). Espec: Viado, Javali e Galo Caseiro (encomendar na véspera).

































Cachopo é uma bonita aldeia Algarvia, pertencente ao concelho de Tavira, situada na fantástica Serra do Caldeirão, sendo mesmo considerada como a aldeia mais típica do Nordeste Algarvio. Esta aldeia serrana, situada num vale de grande beleza da Serra do Caldeirão, denota uma antiga ocupação humana, com diversos vestígios de grande importância arqueológica. Cachopo mantém a sua tradição rural, produzindo-se aqui típicos produtos Algarvios, como mel, cortiça e diversos produtos da actividade pecuária, típicos desta região serrana. Vale a pena conhecer Cachopo e as pequenas povoações rurais que a envolvem, caracterizadas pelas sua arquitectura popular com habitações de um só andar, de paredes em xisto e pintadas com cal branca, algumas com barras coloridas em redor das portas e janelas, e rematadas com a típica chaminé rendilhada Algarvia.
Igualmente, merecem destaque a Igreja Matriz de Santo Estevão, bem no centro histórico de Cachopo, datada de 1535; as chamadas “Casas circulares” ou “Palheiros“, edifícios de pedra e telhados de palha, de origem Pré-Histórica, que serviam para apoio aos agricultores; os rurais Moinhos de Vento; ou a interessante Fonte Férrea, que outrora foi lugar de eleição das gentes de posse da região Algarvia pelas suas águas medicinais, hoje em dia um local aprazível de lazer, com parque de merendas. Muito interessante é o Núcleo Museológico do Cachopo, especializado na etnologia da região, com vista a perdurar as tradições e ofícios populares da Serra do Caldeirão, que vê ainda hoje no Artesanato uma das suas principais actividades.
Dia 9/Abril (8h30)

2ª Etapa: Cachopo - Barranco do Velho - Salir - Alte - Messines (79,5 Km)
Alojamento na Casa do Povo de S.B. Messines (Quarto 2)
(Preço: 10,00 Euros/pessoa com pequeno almoço)
Contacto local: Sr. Pedro Mascarenhas (tel. 962734359/282339136)





São Bartolomeu de Messines, a cerca de 17 km de Silves, é uma povoação rica em vestígios do passado, onde se podem encontrar monumentos megalíticos cuja origem vai até 4000 a.C. (menires do Monte de Alfarrobeira, do Cerro da Vilarinha e dos Gregórios). Na vila, é digna de referência a bonita Igreja Matriz (século XVI), com o seu amplo adro, que se destaca dos outros edifícios pelo contraste entre as paredes brancas e a cantaria em grés vermelho escuro. No interior, pode observar o retábulo em talha dourada, o púlpito com escadaria em mármore da região e imagens religiosas dos séculos XVI a XVIII.





Dia 10/Abril (8h30)
3ª Etapa: Messines - Silves – Monchique - Marmelete (70,5 Km)
Alojamento na Casa do Povo de Marmelete
Contacto local: 282 955 125
A Freguesia de Marmelete é composta pela sede da Freguesia – Marmelete – e por um número considerável de pequenos aglomerados e habitações isoladas, perfazendo um total de 1087 habitantes, segundo os Censos de 2001. Em termos económicos, a nossa população, algo envelhecida, é uma parte considerável reformada. Dos trabalhadores activos, destaca-se a área das Suiniculturas, Actividades Florestais, Comércio e Turismo, Agricultura e algum Artesanato. No que ao clima diz respeito, adopta características inerentes à sua localização geográfica, pois devido à elevada altitude e de estar localizada no interior da serra de Monchique, somos “brindados” com elevada pluviosidade e temperaturas baixas de Inverno e com um tórrido calor e pouca humidade de Verão. Associadas a este clima, como não poderia deixar de ser, esta a nossa fauna e flora, abundando o eucalipto, sobreiros, medronheiros e pequenos arbustos, bem como o javali, perdiz e alguns coelhos.
Dia 11/Abril (8h30)

4ª Etapa: Marmelete – Bensanfrim – Vila do Bispo – Cabo de São Vicente
(77,8 Km)
Cabo de São Vicente (Sagres) – Lagos (Banhos e Jantar, opcional) – Lisboa (opcional), viatura própria






Recomendações úteis:
Com a garantia de estadia, banho quente e toalhas disponíveis nos centros de acolhimento/pensões, pensamos não ser necessário sobrecarregar a bagagem. Leva apenas o essencial e não coisas supérfluas pois o peso vai aumentar a cada etapa. Assim sugerimos:
- Chinelos, calções e t-shirt para usar ao fim do dia
- Equipamento e ferramentas básicas de BTT
- Produtos básicos de higiene
- Casaco impermeável (opcional, dependendo do clima)
- Protector solar, repelente contra mosquitos, óculos de sol, luvas, capacete, Camelbak
- Máquina fotográfica e máquina de filmar (opcional)
- Barras de cereais ou outros produtos energéticos
- Sacos de plástico para o lixo
- Mochila (tamanho médio) ou alforges (opcional)
Contactos úteis:
Bombeiros de Alcoutim – 281 540 450 Protecção Civil de Alcoutim – 962373348
Tavira Verde – 962149930/281380620 Protecção Civil de Tavira – 281 320 560
Bombeiros de Loulé – 289 416 704 CM de Loulé – 289 400 600
Bombeiros de Messines – 282 339 633 Táxis de Silves – 282 442 524
Bombeiros de Monchique – 282 912 115 Gov. Civil de Faro – 289 810 900
Táxis de Monchique – 282 912 171 Bombeiros de Lagos – 282 770 790
Hospital de Lagos – 282 770 790 Protecção Civil de Lagos – 282 768 008
Táxis de Lagos – 282 763 587 Sr. João Ministro (VA) – 289 412 959

6 comentários:

Michel Schanuel Girardi disse...

Que bela jornada! Eu estou precisando tirar uns dias pra fazer um pedal assim, sem muita pressa de voltar pra poder aproveitar bem a paisagem.
Que lugares lindos! Ai que vontade conhecer Portugal!

Abraço!

Anónimo disse...

Por que nao:)

Anónimo disse...

My cousin recommended this blog and she was totally right keep up the fantastic work!

Anónimo disse...

My partner and I really enjoyed reading this blog post, I was just itching to know do you trade featured posts? I am always trying to find someone to make trades with and merely thought I would ask.

Anónimo disse...

quello che stavo cercando, grazie

Omeuadmirávelcantinho disse...

Se precisar de mais informação sobre a via algarviana pode contactar-me por mail.