Visualizações de páginas no último mês

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Na rota do contrabando

Sexta-Feira dia de partida para um fim de semana de BTT GASTRONÓMICO na região da beira baixa com o epicentro em Penha Garcia. Região belíssima para se visitar com aldeias e cidades culturalmente ricos, gastronomia do melhor não fosse zona de caça.
Para desportos aventura como o btt, é um privilégio poder fazer o que fiz com mais cinco amigos a convite do Jorge Caiado que agradeço a hospitalidade e a companhia deste fabuloso fim de semana de btt/gastronómico.

Quando colocamos na mesma panela uma espécie de gr22 e a gr12 o que dá como condimento são dois dias fabulosos e de pleno gozo de btt mesmo que a chova canivetes como foi no primeiro dia.

Sábado, a saída estava marcada para às 9h de Idanha-a-Nova com a famosa  descida da calcada romana a ser feira com muito cuidado, porque estavam muito escorregadias, vieram depois alguns estradões num sobe e desce constante até chegarmos a Barragem Marechal Carmona que fica a oito quilómetros de  Idanha-a-Nova. Um pouco de alcatrão mas sem antes vestir o impermiavel porque a chuva aparecera e de que maneira. foi cerca de uma hora a chover com partes do terreno a ficar com grande poças, a água corria por todo o lado e só parou quando chegamos a Alcafozes onde aproveitamos para comer qualquer coisa.

Idanha-a-Velha era o próximo destino, feito sem chuva mas com algumas subidas com o terreno pesado, a entrada de Idanha.a-Velha fez-se  com 32 quilómetros marcados e por uma belíssima ponte de origem romana sobre o rio Pônsul, zona de grande beleza natural.
Mais uma paragem para repara um teimoso vazar do meu pneu traseiro enquanto os restantes bttistas enchiam o bandulho da melhor maneira que podiam.....e eu a encher pneu!

Lá arrancamos com destino a aldeia de Monsanto, aqui a vegetação muda completamente nesta zona com o verde mais abundante  com  sobreiros a dominarem a zona e o terreno com muita pedra.
A entrada para Monsanto faz-se pela famosa subida com  calçada Romana, rodeada de muros e coberta de musgo e pedras polidas  escorregadias devido a chuva que começava novamente e com alguma força, o nevoeiro a chuva e o frio e as molhas constantes decidimos por unanimidade regressa a Penha Garcia por estrada pois um banho quente, lanche e lareira acesas para aquecer os ossos estavam a espera.

Segundo dia, rota do contrabando com saída de Penha Garcia, passagem por Monfortinho e  regresso a Penha Garcia.
O dia estava cinzento mas sem chuva e as previsões eram de melhoria o que veio acontecer para o meio da manhã, os primeiro quilómetros fora a subir,subir,subir em trilhos com as árvores com folhas avermelhadas do Outono, destino era o vale Feitoso, mas tínhamos um pequeno problema o vale é uma propriedade privada que teríamos de saltar uma vedação para podermos atravessar até Monfortinho. Foi o que fizemos e ainda bem, porque é em termos paisagisticos do melhor que já fiz com o rio Erges acompanhar-nos durante vários quilómetros e Espanha já ali. Monfortinho marca o regresso para Penha Garcia e os próximos vinte e oito quilómetros foram em estradões num sobe e desce constante com paisagens de cortar a respiração.

chegada a Penha Garcia faltava fazer a subida até ao castelo pelas ruas típicas da zona casas e estradas  em pedra e bastante íngreme.

Banho tomado casa arrumada lá fomos para mais um banquete com ensopados de cabrito,javali e veado, foi quase até cair para o lado.

Obrigado a todos pela magnifica companhia destes dois fabulosos dias de btt ( mesmo com chuva).





2 comentários:

Jose Pereira disse...

Excelente video feito por um excelente rider acompanhado por um grupo excelente num excelente fim de semana, ou seja, excelente...

Omeuadmirávelcantinho disse...

Obrigado Zé,

São estes bons momento que nos torna mais excelente naquilo que gostamos fazer.
só posso escrever viva o BTT